Quem Somos

Apresentação

FIBRO - Associação Barcelense de Fibromialgia e Doenças Crónicas

A FIBRO é uma Associação sem fins lucrativos, que pretende inovar, assegurar serviços ao nível da saúde física e mental dos doentes fibromialgicos, capacitar as suas famílias proporcionando-lhes atividades que enriqueçam os seus conhecimentos acerca desta problemática.

Sendo a Fibromialgia uma doença reumática/neurológica, caraterizada pela dor crónica incapacitante, parcial ou definitiva, com difícil aceitação pelos familiares e amigos, isso impede a integração plena dos fibromialgicos na sociedade em geral. Para além disso, a falta de informação acerca da doença por parte de alguns setores da saúde constitui outra barreira importantíssima na aceitação e reconhecimento desses doentes.

Todos os dias somos confrontados com situações “dramáticas” encaminhadas pelos médicos e/ou outros profissionais de saúde para a nossa associação no sentido de colmatar algumas dúvidas relativamente ao diagnóstico. Reconforta-nos poder ajudar a desencadear um processo de interajuda ao lidar com a doença, identificar fatores promotores e de alívio da dor, não só na esfera da medicina convencional, como em meios terapêuticos alternativos e complementares, através de grupos de auto-ajuda, terapias de reabilitação e de maior aproximação e valorização do doente.

A FIBRO pretende sensibilizar os serviços de saúde, comunidade em geral e as entidades empregadoras para as problemáticas das patologias crónicas da fibromialgia, desenvolver ações de capacitação fomentando as atividades de vida diária e de informação direcionadas para a melhoria e qualidade de vida, ao nível da autonomia pessoal, na integração e da aceitação da doença.

Objetivos

Pretendemos alcançar o máximo de eficácia nas diferentes atividades que nos propomos realizar.

  1. Ajudar a capacitar o doente e a sua família no sentido de se atingir uma maior qualidade de vida de todos e a plena inclusão na sociedade e no mundo do trabalho do fibromiálgico.
  2. Promover o autoconhecimento do doente para que ele aprenda a viver com as suas incapacidades e minimizando o sofrimento decorrente da sua doença.
  3. Participar e colaborar em projetos e estudos de investigação com entidades especializadas, incentivando os doentes e as suas famílias a disponibilizar-se a participar nos respetivos estudos e projetos.
  4. Ajudar à integração das pessoas com fibromialgia nas atividades da vida diária e na sociedade, através da criação de grupos de suporte e na promoção de espaços de diálogo verdadeiramente inclusivos, com partilha de experiências positivas de recuperação parcial.
  5. Informar e sensibilizar a comunidade para a problemática das dificuldades diárias e permanentes do doente crónico e fibromiálgico, através de ações de formação a nível regional, junto de diferentes públicos-alvo, desmistificando crenças erradas sobre a doença, promovendo a esperança e diminuindo o estigma negativo da doença.
  6. Criar uma equipa de trabalho pluri e multidisciplinar que desenvolva atividades de apoio à aquisição de estratégias de aceitação e superação adequadas por parte destes doentes crónicos.
“Falando sobre a FIBRO, aprendemos a viver com ela”
“Eu estou cansada de me sentir sempre cansada”